Home / Procedimentos /

Implante de Silicone: Qual a Melhor Técnica Cirúrgica?

Implante de Silicone: Qual a Melhor Técnica Cirúrgica?

por Dr. Francisco Neto

Incisão pode ser feita pela axila, aréola ou abaixo da mama. Descubra quais as vantagens e desvantagens de cada técnica!

As brasileiras são extremamente vaidosas. Prova disso é que o nosso país é o segundo no ranking mundial de cirurgias plásticas anuais, perdendo apenas para os Estados Unidos. Uma das principais procuras aos consultórios médicos é justamente para o implante de próteses de silicone nos seios.

Esse tipo de cirurgia pode ser feito de forma reparadora, como nos casos das mulheres mastectomizadas por causa do câncer de mama, ou por fins estéticos buscando mamas que melhor se harmonizem como corpo.

A escolha do tamanho e formato da prótese é feita conjuntamente entre o cirurgião e a paciente, levando-se em conta diversos parâmetros como o peso, altura, idade, diâmetro do tórax, forma e tamanho das mamas, tipo de pele, volume desejado, entre outros fatores.

Algumas ainda pedem próteses redondas grandes, para que a prótese seja perceptível quando usam decotes ou biquínis. Mas é nítida uma tendência cada vez maior de mulheres buscando tamanhos menores e com aparência mais natural e harmoniosa com o restante do corpo. A técnica cirúrgica é bastante segura e pode ser feita com a incisão em três diferentes partes: na aréola (peri-areolar), abaixo da mama (infra-mamária) ou pela axila (axilar). Todas as incisões permitem a colocação dos implantes abaixo ou acima do músculo peitoral maior. Cada procedimento tem vantagens e desvantagens:

  • A incisão infra-mamária é a mais comum, não afeta a sensibilidade ou a lactação e geralmente tem recuperação rápida e pouco dolorosa. Pode ser usada.
  • O procedimento axilar permite que não haja nenhuma cicatriz na mama, havendo uma bem discreta junto à prega axilar. Já a incisão periaerolar é aquela em que a incisão é feita ao redor da aréola. Deve-se avaliar o diâmetro da mesma para prever se a prótese passará pela incisão.
  • O pós-operatório do aumento mamário geralmente é dos mais tranquilos da cirurgia plástica, com rápido retorno às atividades cotidianas.
  • Optamos pelo não uso de drenos. O retorno às atividades físicas é gradual e individualizado, de acordo com o tipo da cirurgia a resposta da paciente.