Home / Procedimentos /

A Evolução das Cirurgias Plásticas

A Evolução das Cirurgias Plásticas

por Dr. Francisco Neto

A busca pelo ideal de beleza não é novo. Embora o padrão estético se transforme de acordo com o tempo e a cultura, é fato que homens e mulheres sempre perseguiram o belo. Em busca dos resultados, a cirurgia plástica também evoluiu ao longo dos anos e o Brasil é líder em cirurgias plásticas, segundo dados da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS), com mais de 500 mil procedimentos faciais e quase 420 mil corporais apenas em 2015.

A cirurgia plástica evoluiu bastante nos últimos anos, principalmente em relação à forma como os procedimentos são realizados. No caso da correção de pálpebras, pode-se, por exemplo, tratar as bolsas de gordura com uma incisão totalmente escondida, feita dentro da conjuntiva, o que permite uma recuperação mais rápida e uma cicatriz quase imperceptível. A cirurgia promove um olhar mais descansado e natural.

A rinoplastia é outro procedimento que evoluiu ao longo das décadas. Se no século passado e início dos anos 2000 as cirurgias eram predominantemente de ressecção de cartilagem e de outras estruturas importantes, hoje em dia as rinoplastias baseiam-se cada vez mais no reposicionamento e colocação de enxertos obtidos do próprio paciente, buscando-se um resultado mais previsível, duradouro e principalmente natural. Cada caso é analisado e é feito um planejamento cirúrgico individualizado.